Atenção: Este site requer Flash e JavaScript para seu pleno funcionamento.
Certifique-se que o Flash e JavaScript estão ativados nas opções do seu navegador.
Para baixar a a versão atualizada, clique aqui.

Conservação e Limpeza - Interna

Conservação e limpeza - Interna

Limpeza dos revestimentos de portas , colunas e do painel de instrumentos 

Utilize apenas um pano limpo que não desfie, umedecido em água, para limpar os revestimentos de portas , colunas e do painel de instrumentos. 

Nunca limpe estes componentes com produtos de limpeza ou sprays que contenham solventes derivados de petróleo. Tais solventes atacam a superfícies destes componentes. 

Limpeza dos cintos de segurança 

Os cintos de segurança sujos poderão obstruir o seu enrolamento automático. 

Mantenha os cintos limpos e controle periodicamente o estado de conservação de todos os cintos de segurança.

  • Puxe o cinto de segurança sujo totalmente para fora e deixe o cadarço desenrolado.
  • Lave os cintos de segurança sujos com uma solução morna de água e sabão neutro.
  • Deixe secar o cadarço do cinto que foi lavado.
  • Só enrole o cinto de segurança quando o cadarço estiver seco pois a presença de umidade pode danificar o enrolador automático.

Atenção!

Controle periodicamente o estado de conservação de todos os cintos de segurança. Se detectar danos no cadarço do cinto, nas ligações, no enrolador automático ou no fecho, substitua o cinto de segurança e também o fecho fixado no banco, em um Concessionário Volkswagen.

Os cintos não podem ser lavados quimicamente, pois os produtos químicos podem danificar a resistência do tecido. Os cintos de segurança também não podem entrar em contato com líquidos ácidos. 

Os cintos de segurança danificados devem ser imediatamente substituídos por cintos de segurança com as mesmas características e da mesma versão. Poderá ser necessária uma substituição dos cintos de segurança, após um acidente, mesmo que não haja danos visíveis. 

Cuide para que não entre corpos estranhos ou líquidos no fecho do cinto de segurança, caso contrário, poderão resultar em falhas de funcionamento do fecho e do próprio cinto de segurança. 

Não tente reparar um cinto de segurança com as próprias mãos. Os cintos de segurança nunca podem ser submetidos a qualquer tipo de alterações nem desmontados por pessoa não qualificada. Leia e respeite sempre as informações e recomendações relativas aos cintos de segurança constantes no manual de instruções.

Estofamentos e revestimentos de tecido 

Os estofamentos e os revestimentos de tecido e do teto devem ser periodicamente aspirados, para remoção das sujeiras grudadas à superfície que podem penetrar nos tecidos com o uso. Não utilize nenhum sistema de jato a vapor, pois isso pode fazer com que a sujeira penetre ainda mais no tecido. 

Recomendamos a utilização de uma esponja macia ou de um pano que não desfie, à venda no mercado. A limpeza com uma escova deve ficar reservada ao revestimento do teto e tapetes, visto que as outras superfícies de tecidos podem danificar-se se forem escovadas. 

No caso de sujeira superficial generalizada, pode-se recorrer a uma limpeza com espuma especial para esse efeito. A espuma é aplicada sobre a superfície do tecido com uma esponja macia, esfregando-se levemente. Evite, porém, que os tecidos fiquem encharcados. Em seguida, a espuma deve ser removida com panos secos e absorventes, utilizando o aspirador depois de totalmente seco. 

Limpeza do couro 

Devido à elevada qualidade dos tipos de couro utilizados e as particularidades destes materiais (tais como, a sua sensibilidade aos óleos, lubrificantes, sujeiras, etc.), são necessários alguns cuidados no seu uso e conservação. 

Por isso, é possível que peças de vestuário escuras (especialmente quando estiverem úmidas e o tingimento for deficiente) manchem os estofamentos de couro dos bancos. As partículas de pó e de sujeiras localizadas nos poros, pregas e costuras podem provocar atrito e danificar a superfície do couro. 

Ao fim de um período mais longo de utilização, os bancos de couro adquirem uma "aparência" típica e inconfundível. Trata-se de uma característica do couro natural que certifica a sua qualidade. 

Quando necessário, limpe as regiões sujas dos revestimentos de couro com um pano de algodão ou de lã umedecido. 

Para remoção de sujeiras mais difíceis:

  • Limpe os pontos mais sujos com um pano embebido em uma solução suave de detergente (2 colheres de sopa de sabão neutro para 1 litro de água).
  • Tenha o cuidado de não molhar excessivamente o couro, para que não penetre água pelas costuras. - Em seguida enxugue com um pano macio.

Remoção de manchas:

  • Remova as manchas recentes à base de água (como, por exemplo, café, chá, sucos, sangue) com um pano ou papel absorvente. 

Na limpeza de manchas, poderá ser necessário limpar não apenas o local das manchas, mas toda a superfície, especialmente se existirem sujeiras generalizadas devido ao uso. Caso contrário, a superfície limpa poderá ficar mais clara do que a superfície não limpa.

As manchas de bebidas (como por exemplo café ou suco de fruta) podem ser removidas com uma solução de detergente neutro, que deve ser aplicada com uma esponja. Para isso, a água deve ser aplicada com um pano úmido ou com uma esponja, absorvendo-se em seguida a umidade com panos secos.

Para remover manchas de gordura, óleo, batom ou canetas esferográficas pode-se utilizar um sabão neutro. As partículas de gordura ou de tinta devem de ser absorvidas com papel toalha. É necessário um tratamento posterior com água, sem encharcar os revestimentos.

Se os estofamentos e os revestimentos estiverem muito sujos, recomendamos que encaminhe o seu veículo uma empresa de limpeza especializada.

Cuidado!

  • No caso de manchas mais difíceis, solicite o trabalho a uma empresa especializada para evitar danos. Os produtos de limpeza que contêm solventes atacam o material.
  • As partículas de pó e de sujeiras introduzidas nos poros, pregas e costuras podem provocar atrito e danificar a superfície do couro. 
  • Os materiais em velcro dos vestuários podem danificar os estofamentos e revestimentos. Atente para que não haja a possibilidade de materiais com velcro entrarem em contato com os estofamentos e revestimentos. 
  • As peças do vestuário com partes pontiagudas ou rígidas, ou cintos com arestas mais agressivas podem danificar os estofamentos e os revestimentos.